Make your own free website on Tripod.com

Contabilidade Geral 

(em construção)

 

Princípios Contabilísticos (PCGA’s)

Princípio da Continuidade

 “A empresa opera continuamente, com duração ilimitada. Desta forma, entende-se que a empresa não tem intenção nem necessidade de entrar em liquidação ou de reduzir significativamente o volume das sua operações”  

Princípio da Consistência

“Considera-se que a empresa não altera as suas políticas contabilísticas de um exercício para o outro. Se o fizer, e a alteração tiver efeitos materialmente relevantes, esta deve ser referida no anexo”.

Princípio do Acréscimo ou Especialização

“Os proveitos e os custos são reconhecidos quando obtidos ou incorridos, independentemente do seu recebimento ou pagamento, devendo inclui-los nas demonstrações financeiras dos períodos a que respeitam”.

Princípio do Custo Histórico

“Os registos contabilísticos devem basear-se em custos de aquisição ou de produção, quer a custos nominais, quer a custos constantes.”

Principio da prudência

“Significa que é possível integrar nas contas um grau de precaução ao fazer as estimativas exigidas em condições de incerteza sem, contudo, permitir a criação de reservas ocultas, provisões excessivas ou a deliberada quantificação de activos e proveitos por defeito ou de passivos e custos por excesso.”

Principio da substância sobre a forma

“As operações devem ser contabilizadas atendendo à sua substância e à realidade financeira e não apenas à sua forma legal”.

Princípio da Materialidade

“ As demonstrações financeiras devem evidenciar todos os elementos que sejam relevantes e que possam afectar avaliações ou decisões pelos utentes interessados.”

 

 

 

 

 

 

Regras Básicas dos Lançamentos de Contabilidade
 
  Débito Crédito
Activo Aumenta Diminui
Passivo Diminui Aumenta
Situação Liquida Diminui Aumenta
Custo Aumenta  
Proveito   Aumenta

Activo - É constituído pelos bens da empresa e pelas dividas de terceiros  à empresa. (clientes)

Passivo - É constituído pelas dividas da empresa a terceiros. (fornecedores, bancos e estado)

Situação Liquida - Capital Social, Reservas e Resultados

Custos - Custos com pessoal, fornecimentos e serviços externos, matérias primas, mercadorias, etc. (classe 6).

Proveitos - Vendas de produtos e serviços (classe 7).

Terceiros - Clientes, fornecedores, bancos e estado.

 

 

 

Alguns Exemplos de Lançamentos Básicos

 

Custo de Electricidade
  Débito Crédito
Custo de Electricidade 62211 - Electricidade  
  24323 - IVA Dedutivel OBS  
    11/12/ 221 - Caixa, DO ou Fornecedores

 

Pagamento a um Fornecedor
  Débito Crédito
Pagamento a um Fornecedor 221 - Fornecedor 11/12 - Caixa ou DO

 

Recebimento de um Cliente
  Débito Crédito
Recebimento de um Cliente 11/12 - Caixa ou DO 211 - Cliente

 

Compra de mercadorias
  Débito Crédito
Compra de Mercadorias 312 - Compra de Mercadorias  
  24321 - IVA Dedutivel Existências  
    11/12/ 221 - Caixa, DO ou Fornecedores
 
Entrada da Mercadoria em Armazém (SIP) 32 - Existências 312 - Compra de Mercadorias

 

Venda de mercadorias
  Débito Crédito
Venda de Mercadorias   711 - Venda de Mercadorias
    2433 - IVA Liquidado
  11/12/ 211 - Caixa, DO ou Clientes  
 
Custo/Saída da Mercadoria do Armazém 611 - Venda de Mercadorias 32 - Existências

 

Compra de um Computador
  Débito Crédito
Compra de um computador 426 - Equipamento Administrativo  
  24322 - IVA Dedutivel Imobilizado  
    11/12/ 221 - Caixa, DO ou Fornecedores

 

 

Cálculo do Iva

 

 

IVA = SIVA x TIVA

CIVA = SIVA x (1 + TIVA)

SIVA = CIVA / (1 + TIVA)

IVA = (CIVA / (1 + TIVA)) x TIVA

 

IVA - Imposto sobre o Valor Acrescentado

CIVA - Montante com IVA

SIVA - Montante sem IVA

TIVA - Taxa de IVA

 

 

 

 

  

Existências - Sistemas de Inventário

 

 
Sistema de Inventário Intermitente
 
Compra
Débito Crédito Valor
31 - Compras   SIVA
2432 - Iva Dedutivel   IVA
  11 / 12 / 22 - Caixa / DO / Fornecedores CIVA
 
Venda
Débito Crédito Valor
  71 / 72 -  Venda  / Prestação de Serviço SIVA
  2433 - Iva Liquidado IVA
11 / 12 / 21 - Caixa / DO / Clientes   CIVA
 
No Final do Ano
Débito Crédito Valor
32 - Mercadorias 31 - Compras SIVA (Compras)
61 - CMVMC 32 - Mercadorias SIVA (CMVMC)
Ei + Compras = CMVMC + Ef

Ei + Compras - Ef = CMVMC 

Ei - Existências Iniciais (Saldo inicial da conta 32)

Ef - Existências Finais ((Saldo final da conta 32)

CMVMC - Custo das Mercadorias Vendidas e das Matérias Consumidas

 
Sistema de Inventário Permanente
 
Compra - Aquisição
Débito Crédito Valor
31 - Compras   SIVA
2432 - Iva Dedutivel   IVA
  11 / 12 / 22 - Caixa / DO / Fornecedores CIVA
 
Compra - Entrada em Armazém
Débito Crédito Valor
32 - Mercadorias 31 - Compras SIVA
 
Venda - Venda
Débito Crédito Valor
  71 / 72 -  Venda  / Prestação de Serviço SIVA
  2433 - Iva Liquidado IVA
11 / 12 / 21 - Caixa / DO / Clientes   CIVA
 
Venda - Saída de Armazém
Débito Crédito Valor
61 - CMVMC 32 - Mercadorias SIVA (CMVMC)
 
 

 

    

ESQUEMA DE SALÁRIOS

 

1ª FASE – PROCESSAMENTO (no mês a que respeita)

 

A) Processamento de Salários (e outras Remunerações)  

Deb

Cred

641/642 Remunerações  
  2421 IRS Trab. Dependente
  245 Seg. Social
  263 Sindicato (opcional)
  2621/2622 Remunerações a pagar

 

B) Processamento dos Encargos Patronais

Deb

Cred
645 Encargos s/ rem. 245 Seg. Social

  

2ª FASE – PAGAMENTO (no mês ao pessoal; mês seguinte a outras entidades)

Deb

Cred

2621/2622 Remunerações a Pagar  
2421 IRS Trab. Dependente  
245 Seg. Social  
263 Sindicato (opcional)  
  121 Depositos à Ordem

 

Pagamento da Segurança Social e IRS:

- Seg. Social até ao dia 15 do mês seguinte (Guia de Pagamento)

- IRS até ao dia 20 do mês seguinte (Mod. 41)


 

 

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL

  DGH/DGOT/PAR/GLAT

= Trabalho Final de Contabilidade Geral – 2002/2003 =

 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Suponha que constitui com o seu grupo de trabalho uma empresa  ligada ao sector turístico/hoteleiro, relacionada com o seu curso.

Com recurso ao software de gestão “Artsoft”, pretende-se que desenvolva os seguintes aspectos:

 

A) Constituição da Sociedade

 

-         Caracterize a empresa/actividade;

-         Defina a participação de cada sócio no capital social;

-         Identifique as acções necessárias à sua constituição (*), bem como custos inerentes;

-         Proceda aos respectivos lançamentos contabilísticos.

 

B) Actividade

 

            Suponha um período de actividade de 1 a 2 meses (preferência Nov/Dez), bem como os factos patrimoniais resultantes do arranque e funcionamento da    mesma, nomeadamente:

-         Aluguer/compra de espaço para exercer a actividade;

-         Compra de bens e produtos (existências; imobilizado; etc);

-         Gastos com pessoal;

-         Outros custos de funcionamento (água; electricidade; telefone; seguros; etc).

-         Vendas de produtos/serviços.

 

Identifique-os.

Proceda aos respectivos lançamentos contabilísticos.

Imprima o Diário e Balancete respectivo.

 

C) Encerramento do exercício

                       

-         Cálculo de Amortizações/Provisões;

-         Apuramento de resultados do exercício;

-         Elaboração da Demonstração de Resultados e do Balanço.

 

D) Relatório de actividade

 

Comente de forma sucinta os aspectos que lhe pareçam mais relevantes no trabalho/actividade desenvolvidos.

 

(*) Estas informações podem ser obtidas no Centro de Formalidades das Empresas, na Rua da Junqueira, n.º 39; telefone: 213 615 4 00 / 808 213 213.

 

 

 Docentes: Maria Idaleta Fontes

Raul Ressano Garcia